O que é SEO: como ficar no topo das posições do Google

Tempo de leitura: 11 minutos

46VwbYug UfQjRLrNB0U8 x ChroRyRMTX V0YmW4wuhA 0H0y4YbYyx7zyl8Q aGttWqm0YIHtYLPwdGmXnwqRcAP7ZvpBqkgAbR8zn3Fjp3fFLRUwKZkGc5MEKYVQg2 zrTfia - O que é SEO: como ficar no topo das posições do Google

Você já se perguntou como fazer para que seu site e/ou posts apareçam nas primeiras posições do Google? 

A resposta é simples e para isso você deve saber o que é SEO.

Então, o que é SEO?

A sigla é definida como Search Engine Optimization, e nada mais é que um conjunto de técnicas que visa posicionar uma página ou site nos primeiros resultados de mecanismos de busca online, como o Google, Yahoo!, Bing e etc.

De forma sucinta, com estas técnicas de SEO bem aplicadas, o Google entende que seu conteúdo é relevante e confiável, passando a dar mais destaque a ele nas buscas relacionadas.

E estando nas primeiras posições, você garante mais cliques em seu conteúdo, acessos ao site, cria uma audiência e, consequentemente, gera mais autoridade para ganhar dinheiro com seu blog.

Para te ajudar a entender melhor o quão poderoso é estar nas primeiras posições do Google, veja a diferença entre as taxas de clique (CTR) dos usuários em relação às posições de busca:

1º – Recebe, em média, 30% dos cliques

2º – Recebe, em média, 15% dos cliques

3º – Recebe, em média, 10% dos cliques

4º – Recebe, em média, 6% dos cliques

5º – Recebe, em média, 4% dos cliques

Sabe qual a principal diferença de rankear no topo do Google?

Vamos supor que seu site faça 7 mil reais por mês rankeando em #5.

Se você subir pra primeira posição, sabe quanto ele vai fazer? 100 mil reais! Apenas subindo 4 posições.

Interessante demais, não é?

E se você deseja aprender a otimizar seu site e subir ele nas buscas, continue a leitura que traz o passo a passo com todas informações para você.

Como funciona o SEO.

A otimização de sites para mecanismos de buscas é feita para alcançar o usuário entregando a resposta que ele procura com o formato ideal.

O papel do SEO é entregar ao usuário a resposta mais rápida para a busca que ele realizou, utilizando palavras-chave – retornaremos a este ponto mais tarde.

E quando falamos sobre SEO, muitas pessoas já associam diretamente às buscas na homepage do Google, mas estas buscam ocorrem em outras ferramentas, como: YouTube, Amazon e até mesmo na Netflix.

Entendendo a Lógica dos Mecanismos de Busca.

Muitos experts na área utilizam a analogia da biblioteca para explicar detalhadamente o que é o como funciona o SEO, mas eu, particularmente, prefiro utilizar o exemplo da locadora. 

Se você nasceu nos anos 90 com certeza já deve ter pisado em uma locadora para alugar os filmes do fim de semana…

Agora, se você é mais novo, peça para seu irmão mais velho, ou para seus pais te contarem como era antes do streaming existir.

De qualquer maneira, o exemplo é fácil de entender:

Quando você entrava na locadora e via aquela centenas de opções de filmes para você escolher parecia bem complicada, então eu passei a adotar dois métodos para decidir quais seriam as minhas escolhas daquela semana:

  1. Ia até o espaço onde ficavam expostas as capas dos filmes mais procurados do mês e,
  2. Pedia uma recomendação de algum filme legal que ele e outros usuários tenham visto recentemente na categoria de ação, por exemplo.

O atendente, muitas vezes, era um aficionado em filmes, por isso conhecia bastante do mercado e das opções disponíveis. 

Ele era o responsável por organizar todo aquele espaço, identificar os filmes por categorias e dar destaque aos melhores filmes que existiam até ali.

Por isso, quando ele me recomendava alguma opção de filme, eu costumava acatar sua sugestão de levar o filme, mesmo que fosse somente na próxima semana, caso todas as cópias já estivessem alugadas.

Acredite se quiser, os mecanismos de busca são o seu atendente da locadora e seguem esta mesma lógica quando vão te indicar alguma sugestão. 

Levam em conta a qualidade do seu conteúdo, a relevância para a palavra-chave buscada, a autoridade do seu site e a experiência do usuário em toda a jornada.

Os mecanismos de pesquisa usam algoritmos e tecnologias sofisticadas para retornar os melhores resultados em qualquer consulta feita.

Por que Aplicar no Seu Site Agora Mesmo?

Agora que você sabe como o SEO funciona e qual a lógica por trás dos mecanismos, saiba em três motivos certeiros o porquê você deve aplicá-lo no seu site agora mesmo:

  1. O tráfego alcançado através da estratégia de SEO é gratuito, sem que você precise investir um real sequer.
  2. Uma vez que você conseguir elevar sua estratégia e ter classificações elevadas, o tráfego no seu site será constante.
  3. É uma grande oportunidade de alcançar públicos que não seriam atingidos de outras formas.

Como o Google funciona?

No caso do Google, é utilizado um processo chamado crawling, onde seus robozinhos fazem uma leitura completa da internet, dentro de cada URL, também identificando quais sites estão recomendando outros sites (através de links).

São com os dados reunidos, que o Google alimenta seu Índice de Pesquisa, que traz os resultados mais relevantes para cada tipo de pesquisa feita. 

É a partir deste processo também que o Google consegue identificar quais sites estão sendo mais comentados pela internet, além de aprimorar sua própria inteligência para avaliação de qualidade de conteúdos.

Fique Atendo ao Algoritmo e Suas Atualizações.

O Google utiliza hoje mais de 200 fatores de rankeamento para definir a ordem das páginas apresentadas ao usuário para cada busca realizada.

E não precisa se assustar com este número.

Lembra que te apresentei que o principal fator de rankeamento é a experiência do usuário?

Segundo John Mueller, webmaster trends analyst do Google, apresentou em uma das últimas atualizações do algoritmo que “se você estiver seguindo boas práticas de SEO, o único motivo para penalização do seu site é a baixa qualidade de conteúdo”.

Isso significa que o Google, com toda sua inteligência, vai identificar as páginas que possuem uma maior autoridade (backlinks) e um conteúdo mais relevante ao que o usuário buscou.

É o como seu usuário vai se comportar com seu site/post que vai determinar o seu rankeamento final.

Para ficar mais fácil de visualizar, pense na sua situação atual:

  • Você fez uma pesquisa querendo saber o que é SEO. Com isso, o Google apresentou uma série de resultados, de acordo com as classificações feitas por ele.
  • Digamos que você clicou no primeiro conteúdo apresentado, mas ele não te ajudou da forma como queria. Então você clicou para voltar para a lista de resultados.
  • Clicou no segundo resultado e ainda não encontrou tudo o que buscava, por isso retorna novamente em volta no seu navegador.
  • Até que você clica no terceiro resultado e encontra exatamente o que está procurando.

Por mais que os resultados 1 e 2 estivessem melhores posicionados no momento da sua busca, por conta das técnicas de SEO, somente o resultado 3 ajudou realmente o usuário no que ele procurava. 

Com os dados de outros usuários, o Google começa a identificar padrões e a melhorar os posicionamentos das buscas, de acordo com a qualidade da experiência dos usuários.

Entenda o Algoritmo Google Eat.

Para aumentar a performance do seu site diante do algoritmo do Google e alcançar as tão desejadas primeiras posições de busca…

Podemos utilizar os três conceitos apresentados pelo Google como fatores de avaliação da qualidade das páginas web.

Expertise (especialização).

Expertise diz muito sobre o que você tem a oferecer ao seu leitor e em como você comunica isto. Você precisa auxiliar o usuário a solucionar uma dúvida ou resolver um problema a partir do seu post e site. 

Authority (autoridade).

Uma vez que você é um expert no seu nicho e consegue gerar valor para seus leitores a partir do seu conteúdo, começa a subir o nível de Autoridade do seu site.

Para isso, você conta com a ajuda de recomendações de usuários, compartilhamentos, backlinks e link building.

Trust (confiabilidade).

Neste momento falamos da confiança do usuário em relação ao seu conteúdo. Então é preciso trazer dados corretos, atualizados e de fontes seguras e confiáveis.

Se seu usuário sentir confiança no seu site, desde posts a toda estrutura do site para compartilhamento de dados e cookies, o Google atribui uma maior qualidade ao site, aumentando as chances de bons posicionamentos.

A importância dos links no SEO: internos X Externos.

Utilizar os links auxiliam bastante no rankeamento do seu site e também aumenta a credibilidade dos seus conteúdos.

Temos dois tipos principais de linkagens para serem trabalhadas, sendo elas:

Os Links Internos são páginas que apontam para outras páginas do seu próprio site, ou seja, do seu próprio domínio.

Eles permitem uma melhor navegação para os usuários, indicando os conteúdos de maior relevância relacionados e também os preferidos do público.

Já os Links Externos são os links de páginas que apontam para outras páginas fora do seu site. Ou seja, para outro site, indicando conteúdos de qualidade para seus usuários. 

Os links externos auxiliam no rankeamento, tanto quando você indica sites externos ou quando outros sites te indicam nos conteúdos deles, gerando assim autoridade para o seu conteúdo em um determinado assunto.

Como Fazer SEO atualmente?

Não tenho dúvidas, o SEO continuará sendo uma das principais estratégias a serem trabalhadas por quem deseja ter sucesso na internet. 

Além dos Links que acabamos de apresentar, é preciso se atentar nos outros fatores que vão garantir o crescimento no posicionamento orgânico e na audiência do site de sua empresa.

Vamos a eles?

1. Faça pesquisa de palavra-chave.

Faça uma pesquisa de palavras chave para entender o que e como sua persona faz as pesquisas na internet. 

Utilizando os termos certos, você conseguirá criar conteúdos relevantes a partir dele, focando em ajudar sua audiência a resolver um problema. 

2. Pesquise o que vem dando certo e replique.

Faça sua curadoria de conteúdos para identificar os formatos que mais atraem a atenção do público, quais assuntos estão em alta.

Utilize isto ao seu favor criando conteúdos de qualidade e criativos para a sua audiência.

3. Utilize os links ao seu favor.

Ao utilizar os links internos e/ou externos, foque em 3 pontos principais:

  • Faça links com páginas que abordam assuntos relacionados ao seu, isto aumenta a relevância;
  • Quanto maior for a autoridade do site que está linkando para o site de sua empresa, maior a credibilidade que ele transmite através do link.
  • Domínios mais antigos tendem a transmitir maior credibilidade do que domínios novos.

4. Fique atendo à usabilidade do site.

Muito falamos sobre a experiência do usuário durante este artigo. Pois saiba que uma nova atualização do Google, prevista para Maio de 2021, coloca este conceito em uma nova perspectiva.

A partir de Maio de 2021, a experiência não será somente fundamento, como também será determinante para um bom rankeamento. 

Isso quer dizer que cada vez mais, você terá que focar em medir como os usuários percebem a experiência de interagir com uma página da Web, indo além do valor puro das informações e qualidade do conteúdo.

Então fique atento e se prepare para o Google Page Experience.

O que Evitar.

Para fecharmos com chave de ouro, mais do que te explicar no que focar, vou te falar o que você deve evitar de todas as formas para ter sucesso:

  • Não entender o usuário e seus comportamentos.
  • Lotar seus conteúdos de palavra-chave, sem estratégia.
  • Não focar na qualidade dos links.
  • Não atualizar seus conteúdos antigos com dados recentes.
  • Criar conteúdos sensacionalistas e com promessas vazias.

Chegamos ao fim deste guia e espero que você realmente tenha entendido o que é SEO e como estas técnicas podem te ajudar a ter resultados consistentes e gratuitos a longo prazo. 

Porque esta é uma das estratégias mais importantes no marketing digital.

Então, fique sempre por dentro das atualizações do mecanismo de busca e comece a preparar o seu website para conquistar os melhores resultados.